Novos projetos 2024-2025

Ambos os projetos submetidos pela Encerrado para Obras ao concurso de apoio à criação 2023 da DgArtes foram propostos para apoio.

Num total de quase 355 candidaturas, foram selecionados para apoio 160 projetos.

O projeto BICICLÉTICA, um espetáculo de cruzamento disciplinar na área do Teatro, Música e Artes de Rua, que aborda de uma forma humorística, pedagógica e interativa o tema das Energias Renováveis,  deverá ser contemplado com um apoio de 25.000 €.

Quanto ao projeto de Teatro TODOS AO MONTE E FÉ EM DEUS, baseado na obra "Contos de Fajão" e na figura de Monsenhor Nunes Pereira, desenvolvido em co-produção com o Seminário Maior de Coimbra e com a jovem Companhia de Teatro Navio (criada no Porto em 2022), foi um dos projetos com melhor pontuação a nível nacional, estando proposto para um apoio de 45.000 €, patamar financeiro ao qual se candidatou.



Os ensaios do projeto Biciclética já começaram, estando a estreia marcada para 13 de Julho na Lousã, ainda em local a definir. A digressão inicia-se logo no dia seguinte, com apresentação no Festival I, organizado pela D´Orfeu em Águeda. O projeto vai estar em carteira permanente durante todo o resto do ano 2024 e durante todo o ano de 2025, tendo já várias datas marcadas.
A Biciclética é uma bicicleta muito especial: tem cinco rodas e 4 cremalheiras que acionam diferentes engenhos, todos movidos pela força do pedal: uma liquidificadora, uma máquina de lavar, um estendal giratório e uma ventoinha. Vem ainda equipada com um sistema de som alimentado por painéis solares.
Numa mescla de Teatro, Música e Ciência, o espetáculo apresenta um conjunto de canções que apresentam os vários mecanismos da Biciclética e abordam questões relacionadas com o nosso consumo energético quotidiano.
A interpretação está a cargo de 3 versáteis músicos profissionais: o cantor e guitarrista David Cruz (Diretor da Encerrado para Obras), o o percussionista Nuno Justino (músico lousanense residente na freguesia da Papanata, licenciado em vibrafone jazz pela Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Porto,) e do trompetista figueirense Nuno Rodrigues (licenciado em trompete jazz pela Escola Superior de Música de Lisboa).


Quanto ao projeto TODOS AO MONTE e FÉ EM DEUS, a estreia só está prevista para a primavera 2025 na Pampilhosa da Serra, o principal parceiro autárquico do projeto. Para além de várias apresentações neste concelho, o projeto deverá passar por vários locais do país, com especial enfoque na região de Coimbra, distrito onde a obra de Monsenhor Nunes Pereira tem especial relevância.


Comentários